Portal do Cadastro de Contribuintes     
,

Receita

» Principal
» Secretário
» Hierarquia Organizacional
» Coletorias Estaduais
» Conselho Rec. Fiscais
» Corregedoria Fiscal
» ESAT
» Gerências Regionais
» Postos Fiscais
» Recebedorias de Renda
» Fale Conosco
» Denúncia

Serviços

» Portal Serviços On-line
» AIDF-Informações
» ATF - Acesso
» Cadastro de Usuários
» Cad. de Contribuintes
» Cadastro - EC 87/2015
» Certid. Dados Cadastrais
» Consulta Cadastro PB
» Consulta Selo - Água Mineral
» Cons. Geral Processos
» Consultar/Validar FIC
» Credenciamento NF-e
» Educação Fiscal
» Emissão do DAR
» Emissor Cupom Fiscal
» Emitir Certid.de Débito
» Emitir FIC
» FAC Eletrônica
» GNRE
» IPVA
» ITCD
» Legislação
» Orientação Fiscal
» PED - Proc.Eletr.Dados
» Portal CT-e
» Portal MDF-e
» Portal NF-e
» Portal NFC-e
» Postos de Combustíveis
» Protocolo 21/2011 – CONFAZ
» Regularidade N.F.Avulsa
» ROP
» Simples Nacional
» SPED Fiscal
» Termo de Trânsito
» Validar Certidão Débito

Declarações

» GIA-ST
» GIM
» GIVA
» SINTEGRA

Índices e Tabelas

» Ato COTEPE /MVA
» Ato COTEPE / PMPF
» Cota Parte ICMS
» Distribuição da Arrecadação ICMS
» IGP-DI/IPCA/SELIC
» Índice Partic. Municípios
» Pauta Fiscal Fretes
» Pauta Fiscal Produtos
» Prev.Rec.Municipais
» Produtos Subst.Tribut.
» Tabela de Municípios
» Tabela de Receitas
» UFR-PB

Editais e Informes

» Editais
» Cheque Moradia
» Links
» REFIS/PB
 

RECEITA » EDITAIS E INFORMES » NOTÍCIAS

Quarta-feira, 19 de março 2014



      

Setor de serviços da Paraíba expande 17%
e registra 3º maior crescimento do país em janeiro

 

O setor de serviços da Paraíba mantém dinamismo e abre ano com expansão nominal de 17% em janeiro, na comparação com o mesmo mês do ano passado. Segundo dados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgado nesta terça-feira (18) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Paraíba registrou o terceiro maior índice do país no primeiro mês do ano, enquanto Distrito Federal (19,1%) e o estado de Goiás (17,8%) lideraram índice (veja a tabele do ranking). 

O desempenho do setor na Paraíba ficou bem acima da taxa de crescimento do país em janeiro (9,3%). A pesquisa de serviços do IBGE começou a ser divulgada no ano passado. Nos dez meses contabilizados, janeiro apresentou o melhor índice de crescimento da economia paraibana. No acumulado de doze meses contados a partir de fevereiro do ano passado, a alta é de 11,8%.

Segundo o IBGE, os serviços prestados às famílias em janeiro com a ampliação das demandas turísticas na alta estação como, por exemplo, os meios de hospedagem e estabelecimentos do ramo de alimentação, apresentaram os melhores desempenhos, além de transportes de cargas, serviços auxiliares dos transportes e correios e serviços profissionais, administrativos e complementares como imobiliárias e técnicos profissionais como telemarkenting.

O aquecimento da receita de serviços na Paraíba foi refletido nos postos de trabalho com abertura de 914 postos dos 1.065 criados no mês de janeiro na Paraíba. O saldo de empregos do Estado registrou a maior alta em janeiro na série histórica do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregos).

O setor de serviços é o de maior peso no Produto Interno Bruto (PIB) na economia brasileira e também paraibana. Junto com administração pública e o comércio, o PIB de serviços representa mais de 74% da economia paraibana.  A Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), primeiro indicador conjuntural mensal que investiga o setor de serviços no país, abrange as atividades do segmento empresarial não financeiro, exceto os setores da saúde, educação, administração pública e aluguel imputado (valor que os proprietários teriam direito de receber se alugassem os imóveis onde moram).

Ranking do crescimento do setor de serviços em janeiro

Unidade da Federação

Taxa de crescimento em janeiro

Distrito Federal

19,1%

Goiás

17,8%

PARAÍBA

17%

Amazonas

15,8%

Mato Grosso do Sul 

12,8%

Alagoas

12,6%

Acre

11,8%

Santa Catarina

11,3%

São Paulo

11,2%

Tocantins 

10,9%

Pernambuco

9,6%

BRASIL 

9,3%

Rio Grande do Norte

8,8%

Sergipe

8,7%

Ceará 

8,4%

Rondônia 

8,4%

Rio de Janeiro

8,2%

Paraná

7,8%

Roraima 

6,6%

Rio Grande do Sul

6,3%

Amapá 

5,6%

Maranhão 

5,1%

Espírito Santo

5,0%

Minas Gerais

3,6%

Bahia

3,1%

Piauí 

2,5%

Pará 

1,4%

Mato Grosso

0,6%

Fonte: IBGE/PMS

 

 

Untitled Document

 

 

Relação de Notícias :

 


Fale conosco :
Jornalista responsável:
JEAN GREGORIO
  • TELEFONE: (83) 3218 4859
  • E-MAIL
  •