Portal do Cadastro de Contribuintes     
,

Receita

» Principal
» Secretário
» Hierarquia Organizacional
» Coletorias Estaduais
» Conselho Rec. Fiscais
» Corregedoria Fiscal
» ESAT
» Gerências Regionais
» Postos Fiscais
» Recebedorias de Renda
» Fale Conosco
» Denúncia

Serviços

» Portal Serviços On-line
» AIDF-Informações
» ATF - Acesso
» Cadastro de Usuários
» Cad. de Contribuintes
» Cadastro - EC 87/2015
» Certid. Dados Cadastrais
» Consulta Cadastro PB
» Consulta Selo - Água Mineral
» Cons. Geral Processos
» Consultar/Validar FIC
» Credenciamento NF-e
» Educação Fiscal
» Emissão do DAR
» Emissor Cupom Fiscal
» Emitir Certid.de Débito
» Emitir FIC
» FAC Eletrônica
» GNRE
» IPVA
» ITCD
» Legislação
» Orientação Fiscal
» PED - Proc.Eletr.Dados
» Portal CT-e
» Portal MDF-e
» Portal NF-e
» Portal NFC-e
» Postos de Combustíveis
» Protocolo 21/2011 – CONFAZ
» Regularidade N.F.Avulsa
» ROP
» Simples Nacional
» SPED Fiscal
» Termo de Trânsito
» Validar Certidão Débito

Declarações

» GIA-ST
» GIM
» GIVA
» SINTEGRA

Índices e Tabelas

» Ato COTEPE /MVA
» Ato COTEPE / PMPF
» Cota Parte ICMS
» Distribuição da Arrecadação ICMS
» IGP-DI/IPCA/SELIC
» Índice Partic. Municípios
» Pauta Fiscal Fretes
» Pauta Fiscal Produtos
» Prev.Rec.Municipais
» Produtos Subst.Tribut.
» Tabela de Municípios
» Tabela de Receitas
» UFR-PB

Editais e Informes

» Editais
» Cheque Moradia
» Links
» REFIS/PB
 

RECEITA » EDITAIS E INFORMES » NOTÍCIAS

Quinta-feira, 17 de julho 2014

      


Setor de serviços da Paraíba registra 4ª maior crescimento do País e lidera taxa na Região Nordeste


 

O setor de serviços da Paraíba registrou a 4ª maior alta taxa de crescimento do país em maio, segundo dados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), que foram divulgados nesta quinta-feira (17) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em maio, a receita do setor no Estado expandiu 11% na comparação com igual período do ano passado, crescendo também em ritmo acima do mês anterior (9,4%). 

Já o país apresentou desaceleração, fechando o mês de maio com crescimento nominal de 6,6% na comparação com igual período do ano passado, registrando a segunda menor expansão dos últimos 12 meses. As maiores taxas do país foram do Distrito Federal (20%), Goiás (14,4%) e Mato Grosso (11,3%), seguido em quarto da Paraíba (11%). 

Com o resultado de maio, a Paraíba manteve a liderança entre os nove Estados do Nordeste pelo quinto mês seguido no setor de serviços e, agora, é o único Estado que cresce com taxa acima de dois dígitos na Região. No ranking do IBGE do indicador no Nordeste no acumulado de janeiro a maio, a Paraíba lidera taxa do setor com 11,8%, enquanto os demais estados do Nordeste sofreram desaceleração e têm crescimentos menores de dois dígitos como Rio Grande do Norte (9,1%), Ceará (8%) e Alagoas (7,6%). Veja o ranking completo no quadro abaixo.

No país, a Paraíba apresenta a sexta maior taxa de crescimento no acumulado do ano. O Distrito Federal (20%), Goiás (14,2%), Mato Grosso (13,6%), Acre (13,6%) e Amazonas (13,5%), acumulam as maiores taxas do setor nos cinco meses. A média do país ficou abaixo de dois dígitos (7,7%).

Na Paraíba, o setor de serviços também lidera o saldo de geração de empregos. De acordo com os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), órgão do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), o setor de serviços acumula saldo de mais de 4,5 mil postos de janeiro a maio no Estado.
Somente nos primeiros cinco meses deste ano, o setor já admitiu 24.682 trabalhadores paraibanos, alta de 10% sobre o mesmo período do ano passado.

A Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), primeiro indicador conjuntural mensal que investiga o setor de serviços no país, abrange as atividades do segmento empresarial não financeiro, exceto os setores da saúde, educação, administração pública e aluguel imputado (valor que os proprietários teriam direito de receber se alugassem os imóveis onde moram).

 

                         Taxa de crescimento do setor de serviços nos Estados do NE


ESTADO

MAIO

ACUMULADO DE  JAN/MAIO DE 2014

PARAÍBA

11,0%

11,8%

RIO G. DO NORTE

9,0%

9,1%

CEARÁ

7,4%

8,0%

PERNAMBUCO

5,6%

5,4%

ALAGOAS

5,4%

7,6%

SERGIPE

3,8%

4,5%

BAHIA

2,9%

3,9%

MARANHÃO

2,4%

5,4%

PIAUÍ

1,1%

2,6%

BRASIL

6,6%

7,7%

                          Fonte: PMS/IBGE

 

Untitled Document

 

 

Relação de Notícias :

 


Fale conosco :
Jornalista responsável:
JEAN GREGORIO
  • TELEFONE: (83) 3218 4859
  • E-MAIL
  •