Portal do Cadastro de Contribuintes     
,

Receita

» Principal
» Secretário
» Hierarquia Organizacional
» Coletorias Estaduais
» Conselho Rec. Fiscais
» Corregedoria Fiscal
» ESAT
» Gerências Regionais
» Postos Fiscais
» Recebedorias de Renda
» Fale Conosco
» Denúncia

Serviços

» Portal Serviços On-line
» AIDF-Informações
» ATF - Acesso
» Cadastro de Usuários
» Cad. de Contribuintes
» Cadastro - EC 87/2015
» Certid. Dados Cadastrais
» Consulta Cadastro PB
» Consulta Selo - Água Mineral
» Cons. Geral Processos
» Consultar/Validar FIC
» Credenciamento NF-e
» Educação Fiscal
» Emissão do DAR
» Emissor Cupom Fiscal
» Emitir Certid.de Débito
» Emitir FIC
» FAC Eletrônica
» GNRE
» IPVA
» ITCD
» Legislação
» Orientação Fiscal
» PED - Proc.Eletr.Dados
» Portal CT-e
» Portal MDF-e
» Portal NF-e
» Portal NFC-e
» Postos de Combustíveis
» Protocolo 21/2011 – CONFAZ
» Regularidade N.F.Avulsa
» ROP
» Simples Nacional
» SPED Fiscal
» Termo de Trânsito
» Validar Certidão Débito

Declarações

» GIA-ST
» GIM
» GIVA
» SINTEGRA

Índices e Tabelas

» Ato COTEPE /MVA
» Ato COTEPE / PMPF
» Cota Parte ICMS
» Distribuição da Arrecadação ICMS
» IGP-DI/IPCA/SELIC
» Índice Partic. Municípios
» Pauta Fiscal Fretes
» Pauta Fiscal Produtos
» Prev.Rec.Municipais
» Produtos Subst.Tribut.
» Tabela de Municípios
» Tabela de Receitas
» UFR-PB

Editais e Informes

» Editais
» Cheque Moradia
» Links
» REFIS/PB
 

RECEITA » EDITAIS E INFORMES » NOTÍCIAS

Quarta-feira, 22 de outubro 2014

      

Indústria gera alta de 26,63% em riquezas


 A indústria paraibana registrou crescimento de 26,63% na geração de riquezas entre 2010 e 2012, o que deverá influenciar no Produto Interno Bruto (PIB) do Estado. Dados da Pesquisa Industrial Anual (PIA) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que o Valor da Transformação Industrial (VTI), indicador que registra crescimento de riquezas do setor, atingiram R$ 4,201 bilhões em 2012, contra um montante de R$ 3,317 bilhões no ano de 2010. Na comparação com o ano de 2011, a taxa de crescimento ficou em 15,01%.

Na pesquisa do IBGE, apenas dois segmentos industriais foram incluídos: indústria de transformação, que participa com 95% do montante gerado (R$ 3,990 bilhões); e a extrativa, que soma apenas 5% do total (R$ 211,169 milhões). No PIB da Paraíba de 2011, último dado oficial disponível pelo IBGE, a indústria paraibana registrou participação de 21,5%. Segundo os analistas do IBGE, o crescimento da produção do Valor da Transformação Industrial deve impactar o PIB do Estado de 2012, que será divulgado no final de ano.

Na indústria de transformação, três segmentos tiveram forte expansão na geração de riquezas, influenciando no crescimento no período de 2010 para 2012. As indústrias de produtos alimentícios lideraram, em termo de taxa, com alta de 70,11%, saltando de R$ 411,639 milhões produzidos em 2010 para R$ 700,254 milhões em 2012. Outro segmento é a fabricação de bebidas, que apresentou alta de 66,40% também nesse mesmo período (de R$ 166,689 para R$ 277,372 milhões). O terceiro maior segmento são as indústrias de fabricação de minerais não metálicos que expandiram 50,93%, passando de R$ 446,247 milhões para R$ 673,535 milhões.

Em montante gerado, as fábricas de couro, artefatos e de calçadista concentraram quase 30% da geração de riquezas da indústria em 2012 (R$ 1,171 bilhão). A geração de riqueza do segmento cresceu 20,24% de 2010 para 2012.

EMPREGOS NA INDÚSTRIA - Segundo a Pesquisa Industrial Anual (PIA) do IBGE, as fábricas de couro, artefatos e calçados lideram também em número de trabalhadores empregados (16.447 trabalhadores), o que representa 21,76% do total dos trabalhadores que a indústria paraibana empregava em 2012 (75.559).

Além da indústria calçadista, outros segmentos concentram trabalhadores como as fábricas de alimentos com 15.965 pessoas (21,12% do total); a fabricação de produtos têxteis com 8.879 colaboradores (11,75% do total), as unidades de fabricação de produtos não minerais com um total de 6.369 (8,46% do total) e a fabricação de produtos de coque, derivados de petróleo e biocombustíveis com 4,965 (6,57% do total). De 2010 para 2012, o número de empregos na indústria paraibana cresceu 4,20%, passando de 72.507 para 75.559 trabalhadores.

PERFIL DA INDÚSTRIA - A Pesquisa Industrial Anual (PIA) também revelou o perfil da indústria paraibana no ano de 2012. Das 1.443 empresas ativas do setor naquele ano, o segmento industrial de produtos alimentícios manteve a liderança no Estado com 24,74% do total (357 unidades). Em segundo lugar, ficaram os estabelecimentos de minerais não metálicos como cimenteiras, olearias e argilas com 11,64% ou 168 unidades. O segmento de confecção de artigo de vestuário e acessórios com 127 fábricas manteve a terceira colocação, que representa 8,8% das indústrias. Na quarta posição no Estado estão as indústrias de couro, artefatos, calçados para viagem, que registraram 105 unidades (7,27%), enquanto na quinta posição as indústrias de fabricação de metal (exceto máquinas e equipamentos) com 101 estabelecimentos ou 6,99% do total.

 

Untitled Document

 

 

Relação de Notícias :

 


Fale conosco :
Jornalista responsável:
JEAN GREGORIO
  • TELEFONE: (83) 3218 4859
  • E-MAIL
  •